terça-feira, setembro 21, 2004

O prometido é devido....



"Naquele trilho secreto
Com palavras santo e senha
Eu fui língua e tu dialecto
Eu fui lume e tu foste lenha

Fomos guerras e alianças
Tratados de paz e péssangas
Fomos sardas pele e tranças
Popeline seda e ganga

Recordo aquele acordo
Bem claro e assumido
Eu trepava um eucalipto
E tu tiravas o vestido

Dessa vez tu não cumpriste
E faltaste ao prometido
Eu fiquei sentido e triste
Olha que isso não se faz
Disseste que se eu fosse audaz
Tu tiravas o vestido

O prometido é devido

Rompi eu as minhas calças
Esfolei mãos e joelhos
E tu reduziste o acordo
A um montão de cacos velhos

Eu que vinha de tão longe
( do outro lado da rua )
Fazia o que tu quisesses
Só para te poder ver nua

Quero já os almanaques
Do fantasma e do patinhas
Os falcões e os mandrakes
Tão cedo não terás novas minhas "

Rui Veloso/Carlos Tê



A "minha" música deste dia.....

O prometido é devido!!!!!

posted by In perfeita @ 11:13 da tarde 

|

segunda-feira, setembro 20, 2004

O que é escrever?

"Escrever é isto: comover para desconvocar a angústia e aligeirar o medo, que é sempre experimentado nos povos como uma infusão de laboratório, cada vez mais sofisticada. Eu penso que o escritor com maior sucesso (não de livraria, mas de indignação social profunda) é aquele que protege os homens do medo: por audácia, delírio, fantasia, piedade ou desfiguração. Mas porque a poética precisão de dum acto humano não corresponde totalmente à sua evidência. Ama-se a palavra, usa-se a escrita, despertam-se as coisas do silêncio em que foram criadas. Depois de tudo, escrever é um pouco corrigir a fortuna, que é cega, com um júbilo da Natureza, que é precavida."

Agustina Bessa-Luís, in 'Contemplação Carinhosa da Angústia'

Dedicado à Pinguim, para que ela reencontre a sua inspiraçao!
Porque vale a pena escrever!!!!

posted by In perfeita @ 5:55 da tarde 

|

domingo, setembro 19, 2004

A perfeição



"A perfeição tem um grave defeito: tende a ser enfadonha ."

William Maugham


Eu sei, mas.....




posted by In perfeita @ 4:16 da tarde 

|

quinta-feira, setembro 16, 2004

O sorriso



"Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz lá dentro,
apetecia entrar nele,
tirar a roupa,
ficar nu dentro daquele sorriso.
Correr,navegar,morrer naquele sorriso. "

Eugénio de Andrade, in O Outro Nome da Terra

posted by In perfeita @ 10:44 da manhã 

|

quarta-feira, setembro 15, 2004

Despedida



" A vida é feita de grandes coisas que nao acontecem ou de pequenas que se realizam...Sê humilde e serás feliz...."

Desconheço quem é o legitimo autor desta frase.
Encontrei esta frase foi em cima da secretaria, escrita por uma ex-colega aquando seu ultimo dia de trabalho. Como estava ausente em férias, deixou-me este bilhete em jeito de despedida...
Hoje senti a sua presença por entre a sua ausência e a lágrima que insiste em rolar a cada vez que releio e sinto a força destas palavras.
De facto, foi neste"pequeno" bilhete que me apercebi dos laços de amizade que existiam... E da grande verdade que emerge desse "pequeno" conjunto de letras....

Este foi meu primeiro dia de regresso ao trabalho...

posted by In perfeita @ 9:41 da tarde 

|

sexta-feira, setembro 10, 2004

Frase do dia




"The first key to success is deciding exactly what do you want in life."

(Frase recebida através do Orkut)





Dificil é decidir quando não se sabe o que nos espera....!!!!




posted by In perfeita @ 1:31 da tarde 

|

quinta-feira, setembro 09, 2004

Hoje roubei....

"Hoje roubei todas as rosas dos jardins
e cheguei ao pé de ti de mãos vazias. "

Eugénio de Andrade


Cambridge Spy,
Porque hoje é o teu dia....
Muitos Parabéns!!!!

posted by In perfeita @ 2:10 da tarde 

|

quarta-feira, setembro 08, 2004

Esperando veleiros perdidos...

Fiz-me ao mar com lua cheia
A esse mar de ruas e cafés
Com vagas de olhos a rolar
Que nem me viam no convés
Tão cegas no seu vogar

E assim fui na monção
Perdido na imensidão
Deparei com uma ilha
Uma pequena maravilha

Meio submersa
Resistindo à toada
Deu-me dois dedos de conversa
Já cheia de andar calada

Tinha um olhar acanhado
E uma blusa azul-grená
Com o botão desapertado
E por dentro tão ousado
Um peito sem soutien

Ancoramos num rochedo
Sacudimos o sal e o medo
Falámos de música e cinema
Lia fernando pessoa
E às vezes também fazia um poema

E no cabelo vi-lhe conchas
E na boca uma pérola a brilhar
Despiu o olhar de defesa
Pôs-me o mapa sobre a mesa

Deu-me conta dessas ilhas
Arquipélagos ao luar
Com os areais estendidos
Contra a cegueira do mar
Esperando veleiros perdidos

A Ilha, Carlos Tê/Rui Veloso

Esperando Veleiros perdidos....


posted by In perfeita @ 9:50 da tarde 

|

sábado, setembro 04, 2004

A boca



A boca,

onde o fogo
de um verão
muito antigo

cintila,

a boca espera
(que pode uma boca
esperar
senão outra boca?)

espera o ardor
do vento
para ser ave,

e cantar.

Eugénio de Andrade



posted by In perfeita @ 8:34 da tarde 

|

quinta-feira, setembro 02, 2004

Ainda existe...?



"...But now I'm free in you
I've got no worries on my mind
I know what to do
That's to treat you right
And love you kind
Thank you ever on my mind
Love is just like breathing
When it's true
And I'm free in you..."

Free in you, Indigo Girls


Enquanto escutava este album fiquei a "matutar" no refrão desta musica...
A liberdade de mente e corpo que sentimos quando estamos apaixonados, onde tudo parece perfeito.... Onde os sorrisos e a profundidade do olhar é capaz de nos deixar num estado de enlevo que se prolonga nas noites em que o sono não surge... As palavras, as carícias parecem brotar como água fresca de uma nascente que se bebe, cada vez mais sem nunca ficar saciado...
Tudo é livre, quase institivo...
Tudo são sorrisos....
Mas o pior é quando Amar se torna premeditado...quando ficamos condicionados a "ter" de sorrir, a escolher as palavras ou forçar um carinho?
Quando estar com alguém se torna uma prisão...
Ainda existe amor...Ou não?

posted by In perfeita @ 3:45 da tarde 

|