domingo, agosto 29, 2004

Aniversário

Opssssss!!!!!
Hoje passei a ser um ano mais velha!!!
A quem já me deu os Parabéns …. O meu muito obrigada!
É sempre bom podermos partilhar estes dias felizes !!!!

PS.: Há aqui bolo de aniversário!!!!!Alguém quer uma fatiazinha???

posted by In perfeita @ 7:49 da tarde 

|

sábado, agosto 28, 2004

Quando eu for grande...

Durante as minhas deambulações virtuais, tropecei no blog No parapeito já extinto (infelizmente!!!) da Rita Ferro Rodrigues. Vale a pena ler, acreditem.
Enquanto remexia nos arquivos passados deste blog, rencontrei um post que me pensar e reflectir, isto porque amanhã é o meu aniversário...
Chama-se Quando eu for grande....
Enfim, fiquei saudosa dos tempos em que, inocentemente, dizia o que queria fazer e ser "Quando fosse grande"....

posted by In perfeita @ 9:31 da tarde 

|

sexta-feira, agosto 27, 2004

Um dos meus favoritos

Não adormeças...

Não adormeças: o vento ainda assobia no meu quarto
e a luz é fraca e treme e eu tenho medo
das sombras que desfilam pelas paredes como fantasmas
da casa e de tudo aquilo com que sonhes.

Não adormeças já. Diz-me outra vez do rio que palpitava
no coração da aldeia onde nasceste, da roupa que vinha
a cheirar a sonho e a musgo e ao trevo que nunca foi
de quatro folhas; e das ervas húmidas e chãs
com que em casa se cozinham perfumes que ainda hoje
te mordem os gestos e as palavras.

O meu corpo gela à míngua dos teus dedos, o sol vai
demorar-se a regressar. Há tempo para uma história
que eu não saiba e eu juro que, se não adormeceres,
serei tão leve que não hei-de pesar-te nunca na memória,
como na minha pesará para sempre a pedra do teu sono
se agora apenas me olhares de longe e adormeceres.

Maria do Rosário Pedreira,
in A Casa e o Cheiro dos Livros

Um dos meus poemas favoritos!!
(em jeito de resposta ao post de hoje do blog In-quietude !)

posted by In perfeita @ 7:16 da tarde 

|

quinta-feira, agosto 26, 2004

Tell me.....

Tell me
Just what you want me to be
One kiss and boom you’re the only one to me
So please tell me
Why don’t you come around no more?
Cause right now
I’m Cryin' outside the door of your candy store

It just takes a little bit of this, a little bit of that
It started with a kiss, now we're up to bat
A little bit of laughs, a little bit of pain
I’m telling you my babe it’s all in the game of love…

… is, whatever you make it to be
Sunshine, set on this cold, lonely sea
So please baby
Try and use me for what
I’m good for
It ain’t sayin'
Goodbye It’s knockin’ down the door of your candy store

Just takes a little bit of this, a little bit of that
Started with a kiss, now we're up to bat
A little bit of laughs, a little bit of pain
I’m telling you my babe it’s all in the game of love
It’s all in this game of love

You roll me, control me, console me
Please hold me
You guide me, divide me into what

So please tell me
Why don’t you come around no more?
Cause right now I’m
Dying outside the door of your lovin' store

Just takes a little bit of this, a little bit of that
Started with a kiss, now we're up to bat
A little bit of laughs, a little bit of pain
I’m telling you my babe it’s all in the game of love
It’s all in this game of love, it’s all in the game of love
Game of love

Roll me, control me,
Please hold me

(Make me feel good yeah)
(A little bit of laughs, a little bit of pains)

Game of Love, Santana

Hoje a caminho da praia, o radio insistia em me fazer ouvir esta musica....

posted by In perfeita @ 10:47 da tarde 

|

quinta-feira, agosto 19, 2004

Raios de sol...

Ao contrário do que tem sido habitual, hoje acordei com uns tímidos raios dum sol envergonhado, que ainda se escondia por detrás das cinzentas nuvens que teimam em não desaparecer. Hoje está bom para passear, pensei. Ao fim do almoço, ousei dar um pulinho até a nossa vizinha Galiza. Ousei e concretizei e ao fim de 40 minutos, lá estava eu no Estrangeiro (eh eh eh), sentada num cafézito em Vigo, saboreando um “cortado”. Não é a primeira vez que o faço, aliás basta-me sentir as saudades de viajar e lá vou eu… (Ideal mesmo seria ir até França, país onde nasci e passei a maior parte da minha infância)… No entanto só o facto de ir ao encontro de um outro país, de me ver rodeada de pessoas com um dialecto diferente, por si só já me faz sentir melhor e de alguma forma mitiga a saudades que tenho dos locais por onde cresci…
Vigo não é das mais belas cidades que conheço…Tem o bulício típico das grandes cidades, um trânsito caótico, muito pouco regulado. O cinzento dos prédios contrasta com a beleza e simpatia das gentes que lá habitam. A serenidade dos sorrisos que emerge de seus rostos é algo muito apaziguador, quiçã reconfortante. O próprio cinzento-azulado do tempo confere algo de místico à caminhada pela avenida principal que, ao fundo, desagua no porto de mar. Do local onde estou apenas consegue-se avistar os mastros de alguns navios e um bando de gaivotas irrequietas que não param de balouçar. Antes de partir, não dispenso mais um “cortado” cujo aroma e sabor me consegue apaziguar a relutância do eminente regresso.
Perfeito….. E neste contexto, pensei que devia fazer isto mais vezes….
Ou melhor, devia pensar menos e ousar rasgar as “outras malhas” da rotina que se instalou, nestas férias de chuva, e que tanto me tem aprisionado.

posted by In perfeita @ 8:55 da tarde 

|

terça-feira, agosto 17, 2004

O tempo...

O tempo esta de mal comigo....

Por quê????

( ao som da Adriana Calcanhoto, Fico assim sem você...)

posted by In perfeita @ 9:53 da tarde 

|

domingo, agosto 15, 2004

Chuva de Verão

Sem sentido...
Procuro-me... nas gotas de chuva que ousam macular o para-brisas do carro. Pequenas pérolas preciosas que escorrem e se unem umas as outras, formando pequenos riachos, incognitos...
Mas que escorrem sem sentido.....
Talvez assim como eu...
E ao som do calor da chuva de verão continuo a pensar...
Talvez seja assim...ou talvez nao!


posted by In perfeita @ 10:54 da tarde 

|

quinta-feira, agosto 12, 2004

Suspiro

As férias já espreitam pela janela.
Hoje é o meu ultimo dia de trabalho e cumpro o tradicional ritual do arrumo da secretária. Fico sempre nostálgica quando me sinto na necessidade de encerrar um capitulo...Parece que existem sempre uma vontade de não virar a página....
Entre folhas de papéis, resgatei o último postal de viagem que me enviaram... Um vista sobre o Parque Guëll de Gaudi, Barcelona. Faz tanto tempo que não vou a "algum" lado, pensei. Colei-o na parede da frente. Sorri perante essa pequena janela aparecida. Recados espalhados,"post-its" fora de prazo, canetas que não escrevem, correspondência por catalogar...
Neste arrumar de papéis, há sempre um exame de consciência sobre o que se fez, como se fez e sobretudo o que ficou por pa fazer...Emergem sentimentos de culpa misturados e balanceados com a alegrias das pequenas vitórias. Emerge o que se aprendeu nesses meses de Vida, ao mesmo tempo que se tentar esquecer o que de melhor se perdeu dela...Neste encontro apenas a companhia do leve som dum rádio de pilhas...
No verão os locais de trabalhos ficam praticamente despidos de Vida...Meia dúzia de mortais (como eu) encarregam-se de provar que o bulício há-de de voltar outra vez...
Suspiro...
Ainda nao fui e e já penso no regresso a Rotina...
Suspiro....
Em silêncio... porque há palavras (in) perfeitas que não se dizem!!!!

posted by In perfeita @ 2:04 da tarde 

|

quarta-feira, agosto 11, 2004

Chuva de estrelas

Esta noite há chuvas de estrelas!
Pena o Céu estar tão encoberto, por um manto de nuvens que teimam em tornar (In) o que poderia ser perfeito...
Vou me "pendurar" à varanda!
Pode ser que eu agarre uma...
Pode ser que seja agarrada por uma...
Pode ser......

posted by In perfeita @ 10:13 da tarde 

|

Ténue é a linha....

Hoje tive um despertar especial.
Embora acordasse no meio duma manhã chuvosa, senti o despertar de uma forma particularmente radiosa. Senti que a contrastar com o negrume do céu, o meu sorriso parecia emergir tornando particularmente acolhedor estes pequenos instantes antes do levantar.
Gosto de acordar assim. Semi-envolvida ainda no sono, semi-desperta para a vida.
Gosto de sentir o calor dos lençóis ao mesmo tempo que um dos pés ja procura a frescura de estar fora deles.
Gosto de abraçar me a almofada como se fosse uma eterna despedida embalada apenas pela suave melodia do respirar.
Gosto de pensar nas coisas boas da vida, nas palavras belas, nos enledo dos olhares e sorrisos, nos momentos que foram únicos e por isso inesqueciveis, na serenidade do mar que tão bem personifica o meu eu…
Entretanto…
Num ímpeto, resolvo saltar deste cenário idilico. Caminhando descalça sobre o chão frio, tomo contacto com a fria realidade, é preciso sair. Enquanto preparo o café da manhã, abro os estores deixando que a luz se misture com o aroma do café feito. Encosto a testa à janela e penso:
Como é ténue a linha que separa o perfeito do (in)perfeito….

posted by In perfeita @ 2:34 da tarde 

|

terça-feira, agosto 10, 2004

Manhã (In)perfeita

Hoje parece que acordei numa manhã de fim de Setembro. Não que eu não goste do mês de Setembro (até gosto e muito) mas, sobretudo, pelo cinzento do céu que contagia de cinzento qualquer alma que nele se atreve a mexer. A caminho do trabalho deparo-me com uma melancolia que gradualmente se impõe e decide manipular o meu estado de espírito. Da janela do comboio vejo as gaivotas errantes, voando em rodopios sem nexo ou sentido, como que lutando contra uma má profecia ditada pela instabilidade do mar... E eu..? Eu encostada na janela do comboio medito sobre esta manhã imperfeita. Ainda me apeteceu desenhar uns rabiscos ao som do vapor que exalo...remanescências da minha meninice. Mas não posso...ou melhor não devo... Cheguei ao Destino, tenho de sair.
E apresso-me a mergulhar nesta manhã revolta dum Agosto in perfeito.

posted by In perfeita @ 10:20 da manhã 

|

segunda-feira, agosto 09, 2004

In perfeição

Porque nada no Mundo é perfeito...
Porque a cada dia que passa lutamos por ser cada vez menos (In) perfeitos...
Um dia perguntaram-me se eu tentava alcançar a perfeição...
Respondi que não havia um dia,uma hora, um minuto ou segundo que eu não lutasse por isso!
In perfeita!!!??
Sei que sou....mas quem não luta por ser perfeito!!!!

posted by In perfeita @ 8:44 da tarde 

|